Rede Eletrosom entra com pedido de Recuperação Judicial

Empresa entrou com o pedido no Tribunal de Justiça de Catalão

A empresa mineira Eletrosom, uma das 15 maiores varejistas do Brasil, tornou-se a primeira rede de eletroeletrônico de grande porte a pedir recuperação judicial neste ano. A recuperação judicial é uma medida para evitar a falência de uma empresa. É pedida quando esta perde a capacidade de pagar suas dívidas. Com a medida, a empresa mantém sua produção, o emprego dos trabalhadores e os interesses dos credores.

Centro de Distribuição em Catalão (Foto: Sindcom)

Centro de Distribuição em Catalão (Foto: Sindcom)

Dona de 184 lojas, receita líquida de R$ 924 milhões e três mil funcionários, ela entrou com o pedido no Tribunal de Justiça da Comarca de Catalão.

De acordo com o documento, o grupo passa por dificuldades financeiras em razão da “elevada taxa de juros do mercado, aumento de índices inflacionários, quadro recessivo com crise sistêmica e parceira empresarial desastrosa do Espírito Santo”.

O juiz Antenor Eustáquio Borges Assunção deferiu o pedido e deu prazo de 60 dias para que a empresa apresentasse o plano de recuperação judicial, bem como a lista dos credores, com valores e classificação de cada crédito.

Estima-se que, apenas com fornecedores para suas lojas, a Eletrosom tenha uma dívida superior a R$ 200 milhões, segundo cálculos de uma fonte do setor eletroeletrônico, que tem créditos a receber da rede varejista mineira.

A Eletrosom foi fundada em 1980, em Monte Carmelo (MG), a 108 quilômetros de Uberlândia (MG), por Natal Acir Rosa, um ex-funcionário que comprou a loja onde trabalha, dando como pagamento um Fusca 74.

A estratégia de Natal, como ele é chamado, foi crescer em cidades com menos de 50 mil habitantes, para evitar a concorrência com grandes redes. Hoje, a Eletrosom está presente em sete Estados brasileiros e o Distrito Federal.

O varejo brasileiro passa por um ano extremamente difícil. Nos primeiros seis meses de 2015, o comércio acumula queda de 2,2%, a maior baixa para o período desde 2003, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A rede Magazine Luiza, segunda maior rede varejista brasileira, também enfrenta queda de 5,4% na sua receita líquida nos seis primeiros meses deste ano.

Em Catalão, a empresa tem grande importância, pois além de uma loja, a rede também possui um Centro de Distribuição localizado no Distrito Industrial, com aproximadamente 200 funcionários. Até o momento a Eletrosom ainda não se manifestou sobre o pedido de recuperação judicial.

Com informações IstoÉ Dinheiro

Fonte: Portal Catalão.

Deixe uma resposta